Blog do Tony

Rumo a 2015

Com quatro alunos entre os 20 campeões de todo o país, Minas foi o estado com maior número de jovens premiados... *

Geanine Nogueira/Educação MG

A secretária adjunta de Educação, Sueli Pires, esteve em Brasília para entregar prêmio aos vencedores

A secretária adjunta de Educação, Sueli Pires, esteve em Brasília para entregar prêmio aos vencedores


Alunos de escolas públicas de Minas Gerais fizeram lindo na 3ª edição da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa – Escrevendo o Futuro, que teve seu resultado conhecido em uma cerimônia nesta segunda-feira (10), em Brasília. Dentre os 20 estudantes brasileiros premiados na competição, quatro são mineiros, o que torna Minas Gerais o estado com o maior número de alunos premiados nesta edição.

Na categoria Memórias Literárias, foram premiados os estudantes Bruno Marques da Silva, da Escola Municipal Otávio Olímpio de Oliveira, de Divinópolis, e Beatriz Aparecida Melo Garcia, da Escola Municipal Antônio Francisco da Silva, de Santa Bárbara do Tugúrio.

Na categoria Crônicas, quem levou o prêmio foi a estudante Roberta Oliveira Morim, da Escola Estadual Anita Ramos, de Douradoquara. Sob a orientação da mãe, que é professora, ela escreveu sobre o maior cajueiro do mundo em uma crônica chamada “Relógio Jumento”.  “Eu sempre cresci no meio de livros, porque minha mãe é professora. Ganhar esse prêmio, ainda mais com minha mãe como orientadora, é uma grande vitória”, disse.

Por fim, na categoria Poemas, a aluna do ensino fundamental, Lamaira Condack Gonçalves, da Escola Estadual Interventor Júlio de Carvalho, de Espera Feliz, saiu vencedora. Com o poema “Manhã manhosa mineira”, a estudante retratou seu município e o estado de Minas Gerais.

“Foi muito bom ser premiada, nunca imaginei que isso pudesse acontecer. É a primeira vez que participo de uma competição como essa. Essa medalha é um orgulho pra mim e também é resultado do meu esforço”, afirmou.

Para a professora de língua portuguesa da escola, que orientou o trabalho da estudante, Argelia Peixoto, o prêmio de Lamaira pode servir de exemplo para outros alunos.  “Os alunos sempre se sentem incentivados quando veem que alguém da escola foi premiado. Com a premiação da Lamaira, os colegas podem ficar mais motivados para participar da próxima edição da competição”, avalia.

Orgulho de Minas

A exemplo do que acontece na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), o desempenho dos estudantes mineiros é fruto do bom trabalho não só do aluno, mas de professores. A secretária adjunta de Educação, Sueli Pires, que acompanhou a premiação em Brasília, ressaltou o papel dos docentes na premiação.

“Essa premiação mostra o empenho e o sucesso da política pública de educação básica de Minas Gerais e a valorização da língua portuguesa como instrumento de aprendizado. Estes quatro alunos premiados e todos os participantes também representam o envolvimento dos professores”, afirmou.

“Os textos premiados refletem um profundo conhecimento dos lugares referenciados e muita emoção nas diferentes abordagens. Esses alunos autores estão dando de presente para os leitores do Brasil seus textos e suas lições de vida”, completou Sueli Pires.

Alunos e professores vencedores receberam notebooks como prêmio. As escolas dos participantes também recebem computadores, além de livros para a biblioteca.

Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa

A competição desenvolve ações de formação de professores com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. Em 2012, a olimpíada teve cerca de 100 mil professores inscritos, de 40 mil escolas, localizadas em mais de 5 mil municípios de todas as unidades da federação. Estima-se que pelo menos 3 milhões de alunos tenham participado.

A Olimpíada tem caráter bienal e, em anos pares, realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país. A competição é realizada pela Fundação Itaú Social e pelo Ministério da Educação, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). A iniciativa oferece formação a professores da rede pública para o ensino do idioma com o objetivo de estimular a leitura e desenvolver competência de escrita nos alunos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*